Viajando com crianças


 

Fosse os tempos em que bebê tinha que ficar em casa enroladinho na manta igual uma salsichinha né??? Hoje é mais do que normal viajar com nossos pequenos.. seja pra dar um pulinho na praia, em uma cidadezinha próxima, ou uma viagem internacional…
E visando ajudar as mamães, resolvi falar um pouquinho dos cuidados e procedimentos para se viajar com criança pequena…
>
Viagens Nacionais
Para quem vai viajar por perto, e de carro.. O único conselho que dou é: NUNCA, JAMAIS tire o seu filho (a) da cadeirinha, para isso, pare o carro se necessário… Acidentes acontecem, e aquela de: “não vai acontecer comigo” é papo furado… Querem saber de uma história que aconteceu aqui? Uma família estava quase chegando na minha cidade, faltavam uns 15 minutos, e a neném estava na cadeirinha chorando muito, pedindo colo… A mãe com pena tirou o cinto dela, e só por isso ela se acalmou.. aconteceu que houve um acidente, e quando a mãe despertou do choque… bom.. querem mesmo saber??? Só saibam que nem no carro a menina estava mais… havia sido jogada pra pista.. e o resto vocês já sabem… Então segurança em primeiro lugar…
Outra coisa que me preocupo, é se o hotel que vou ficar tem Copinha, ou como alguns lugares chamam, Copa Baby… é uma mini cozinha toda equipada que nos ajuda a lavar e preparar a comidinha/mamadeira do nosso bebê…. Acho super útil… Sempre se informe antes de fazer a reserva… Alguns hotéis também colocam berço no quarto quando solicitado previamente.
Em viagens de avião, leve sempre a certidão de nascimento, e saiba que crianças de até dois anos em vôos nacionais não pagam passagem, ao contrário das internacionais que são sempre 10% do valor da passagem. Em relação à bagagens, depende muito da companhia aérea. A TAM, por exemplo, não aceita bagagem despachada para bebês que viajam em colo, mas é possível levar a bordo uma bolsa daquelas de bebê, além de poder despachar um carrinho ou cadeirinha. Já a Passaredo, que foi a companhia que viajei de São Paulo aqui pra minha cidade, tem o limite máximo de bagagem pra bebê de no máximo 25 kg se não me engano e o carrinho ou cadeirinha entra nessa cota, e cada quilo a mais, são R$ 5,00 que você paga. Vale a pena você consultar a companhia que você pretende viajar pra se informar direitinho antes de qualquer compra. Vai pra praia???? Saiba que não é aconselhável que os pequenos com menos de 6 meses usem protetor solar… E aos que já podem usar, eu sugiro conversar com o pediatra para que ele indique a melhor marca ou passe a receita para manipulação. E mesmo assim, com protetor, jamais exponha o seu filho ao sol entre 10h e 16h.. a pele deles é ultra sensível.. então não arrisque. Sobre piscina, e Lavinia entrou pela primeira vez às vésperas de completar 6 meses, então eu também sugiro uma conversa com o pediatra para sanar todas as dúvidas relacionadas a ela.


 

Viagem Internacional

Passaporte:
Para sair do país o seu bebê provavelmente precisará de um passaporte, eu disse provavelmente porque se a viagem for na América do Sul, em países do MERCOSUL, tudo o que você vai precisar é da carteira de identidade ou certidão de nascimento. Agora se for para qualquer outro lugar, aí sim, é necessário tirar o passaporte… Mas como fazer?
Bom, infelizmente nem todas as cidades brasileiras contam com um Departamento da Polícia Federal, e é lá que você vai tirar o passaporte.
Antigamente era só chegar lá, esperar caso tivesse muita gente e pronto.. Hoje em dia todo o processo de preenchimento de formulário e agendamento é feito no site da própria polícia federal.

Assim que você preenche o formulário de requerimento, é gerada uma taxa que deve ser paga antes do seu agendamento chamada GRU (Guia de Recolhimento da União)

Para adultos, são necessários:
– Carteira de Identidade (Podendo ser também Carteira de Motorista ou Passaporte Anterior
– Título de Eleitor e comprovantes de que votou na última eleição (dos dois turnos, se houve)
– Documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino
– Comprovante bancário de pagamento da Guia de Recolhimento da União – GRU
– Passaporte anterior, quando houver (válido ou não)
– CPF
– Certidão de Casamento para quem teve o nome alterado.
– A foto 5X7 é tirada lá na hora e já cai direto no sistema.

Para bebês e menores de 18 anos:
– Certidão de nascimento
Comprovante bancário de pagamento da Guia de Recolhimento da União – GRU
– No caso de menor de 18 anos, será exigida autorização expressa de ambos os pais, ou do responsável legal. O menor obrigatoriamente deverá estar presente no momento do requerimento do passaporte.
– Caso a genitora do menor tenha alterado o nome, em razão de casamento, separação ou divórcio, será necessária a apresentação da certidão de casamento para comprovar a maternidade, se no documento do menor conste ainda o nome anterior da genitora.

– Recomenda-se levar a doto 5×7 dos menores de 3 anos, pois é um pouco complicado conseguir deixar a criança paradinha lá na hora.. Eu tirei a foto de Lavinia em casa, trabalhei ela no photoshop (pra deixar o fundo branco como eles gostam) e levei pra imprimir.. Lá na hora o agente vai digitalizar..

Assim que o processo lá terminar, eles dirão qual o prazo para entrega, lembrando que apenas o dono do passaporte pode ir buscar, e no caso de menores, deverá estar acompanhado de um dos responsáveis legais.

Visto:

Se você vai para algum país europeu, não é necessário o visto prévio…
Assim que você desembarcar no país é que eles lhe darão o visto.
Para os EUA e Canadá, é necessário sim o visto, assim como outros países também, mas vou me ater a falar somente do que sei ok?
Para o Canadá não é necessário você estar presente… Geralmente o despachante faz esse trabalho.. Quando eu fui pra lá o pessoal da agência pela qual eu viajei foi quem ajeitou tudo.. Para saber a documentação necessária, segue o site: http://www.canadaturismo.com.br/visto-canadense.aspx

Agora, se você pretende ir para os Estados Unidos, não tem jeito, tem que estar presente na hora do visto, exceto para menores de 14 anos, que podem ser representados pelos pais ou outro representante legal (até despachantes). Hoje no Brasil 4 cidades possuem o Consulado: Brasília, Recife, São Paulo e Rio de Janeiro… então caso você não more em uma dessas cidades, se prepare, terá que viajar. Ano que vem está previsto a abertura de um novo Consulado, o de Salvador…
Vou falar um pouco sobre todo o processo de agendamento e entrevista, mas visite de qualquer forma o site http://www.visto-eua.com.br/agendamento-web/index.jsp?locale=pt_BR que vocês sanarão melhor as suas dúvidas.
Antigamente o agendamento era feito através do site www.visto-eua.com.br, mas agora mudou.. o site é o: http://brazil.usvisa-info.com.
E esse ano grandes mudanças aconteceram. Antes para agendar era necessário pagar uma taxa de 38 dólares, e você poderia agendar para até 5 pessoas da mesma família. Em seguida você preenchia todo o formulário e pagava a taxa no Citibank de acordo com o seu tipo de visto. Se o seu visto fosse concedido você ainda tinha que desembolsar mais uma graninha pelo envio do passaporte para a sua casa. Pois bem, mudou, o que eu achei excelente, porque vamos combinar que aquela história de só poder pagar a taxa no Citibank não era legal, pois é um banco que tem agências em pouquíssimas cidades. Hoje é da seguinte forma, ao invés de pagar os 38 dólares para agendar, você já paga uma taxa referente ao seu tipo de visto, é a chamada Taxa MRV. Você pode pagá-la através do boleto bancário e cartão de crédito, excelente não é? Fora que nessa taxa já está incluso o custo para o envio, que é feito através do DHL… isso é um pouco chato, pois essa empresa não entrega em todas as cidades do Brasil, nesse caso, se a sua cidade não recebe, você
poderá colocar o endereço de algum parente ou amigo que more nas cidades atendidas, ou aguardar na cidade da sua entrevista para ir fazer a coleta do passaporte pessoalmente. Agora tem uma coisinha que deixou muita gente chateada… Antes você marcava um horário no Consulado e era apenas aquela entrevista, hoje não, é necessario dois agendamentos, um dos CAVS (Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto) e depois no Consulado. No CASV serão coletados seus dados biométricos – fotos e impressão digital e também deve-se levar o passaporte e a página de confirmação do DS-160. Você deve comparecer no dia e horário agendado para que sua impressão digital e foto sejam retiradas. Depois de ter coletados os dados no CASV, os solicitantes do visto devem ir ao consulado ou embaixada americana para a entrevista. Os solicitantes do visto americano deverão apresentar o passaporte válido e o formulário DS-160 com o código de barras legível. Um consul irá lhe chamar para realizar a entrevista para determinar se você se qualifica a
receber o visto. Lembrando que menores de 16 anos e maiores de 65 não precisam comparecer nem ao CASV e nem ao Consulado, tendo o representante que levar uma foto 5X7, já que eles não estarão disponíveis para tirar a foto no local.
Toda essa mudança aconteceu pelo aumento no número de pessoas que solicitam o visto, e o Brasil é o terceiro país com mais solicitações, ficando atrás apenas da China e México. E de fato o tempo de espera diminuiu, entrevista que só podiam ser agendadas com 30 e até 60 dias, dependendo da localidade, agora já podem ser agendada  dentro de 2 dias.


Passaporte e visto em mãos.. então vamos viajar…

Nos aviões:
Os bebês tem direito a bagagem, porem em menor quantidade que os adultos, por isso ligue para a Cia aérea em que vai viajar e tire todas as dúvidas. Na American Airlines por exemplo, o bebê tem direito a uma mala de 32kg, um carrinho tipo guarda-chuva e uma cadeirinha de carro. Na Aeromexico, o bebê tem direito a 23kg de bagagem despachada + 10kg de bagagem a bordo + carrinho tipo guarda-chuva. Então não se esqueçam de se certificar do que se pode levar antes de viagem.
Bebês de colo em vôos internacionais geralmente pagam 10% da passagem, mas dentro do vôo a mãe e o bebê tem direito ao assento prioritário, geralmente na frente, pois quando o bebê é menorzinho, pode ser solicitado um bercinho que é acoplado em frente ao assento da mãe.
Crianças entre 2 e 11 anos pagam 70% do valor regular da passagem aérea, e tem direito a assento e malas.
Os bebês também tem direito a comidinha especial, e a mesma também deve ser solicitada previamente, e para isso, basta ligar para a companhia.
Nos vôos, é terminantemente proibido embarcar com uma quantidade de líquido superior a 100ml, mas não se preocupem mamães, pois não entram na cota as mamadeiras, as papinhas e etc.
.
Algumas perguntas frequentes:
>
Crianças pagam ingressos em parque?
Somente a partir dos 3 anos..
.
Posso levar remédios?
Sim, remédios para febre, xaropes sem receita.. Antibióticos, remédios de uso contínuo eu aconselho trazer a receita médito.
.
Como é a alimentação em Orlando / Miami?
Aqui obviamente a oferta de junk food é maior que a do Brasil… Mas nada está perdido. Existem muitos restaurantes que servem comida boa e saudável.. e alguns restaurantes brasileiros para os pequenos que não largam um feijão com arroz. Aqui é fácil achar leite Ninho, Farinha Lactea.. então não se preocupem 🙂
>
.

A minha experência com Lavinia…
Como alguns de vocês devem saber, tenho uma filha que hoje está com 3 anos, mas fizemos a nossa primeira viagem internacional com ela quando ela estava com 1 ano e 10 meses.  Escolhemos Miami e Orlando… Sempre quando eu falava pra alguém que iria levar minha filha de quase dois anos as pessoas falavam “não faz isso não, ela é tão novinha”. Ou “nossa, é muito trabalhoso, e se ela adoecer?”.. Posso dizer??? CONVERSA FURADA DE QUEM NUNCA VIAJOU COM FILHO PEQUENO OU QUE TEM PREGUIÇA DE
CUIDAR DELE E VIVE AS CUSTAS DE BABÁ… pronto.. falei… A coisa mais incrível foi ver as reações de Lavinia em todos os momentos dessa viagem. Com certeza absoluta, se a gente não tivesse levado ela, teríamos ficado mega tristes. Lavinia foi uma princesa e se comportou muito bem… comeu de tudo, não adoeceu e ficou encantada com os parques. Gente, Orlando foi feita pra criança… acreditem… Tem toda uma estrutura pra receber pais e filhos.
Viagem, levem seus filhos e sejam felizes… Só temos uma vida e ela deve ser vivida da melhor maneira possível.. Compartilhe isso com a família de vocês, pois não tem preço viu? Faça parte do dia a dia do filho de vocês…

Espero que tenham gostado do post e se tiverem qualquer dúvida, por favor, deixem aqui nos comentários.

Um Beijo e fiquem com Deus.


5 respostas para “Viajando com crianças”

  1. adorei essa mensagem, pois, como lhe disse, estou programando a minha viagem pra orlando e miami com meus dois filhos, e fico feliz de saber que podemos achar comidinhas mais parecidas com a nossa aí em orlando. Se vc puder dar umas dicas de como acharmos esses restaurantes ficaria muitíssimo feliz.
    Bjos
    Carla

  2. Adorei o post !!! Principalmente qdo vc diz para aproveitarmos nossos filhos e qdo incentiva a viajar com os pequenos.
    Entrei para tentar descobrir como é o clima em Miami e Orlando em abril, pois já estamos com a passagem comprada para ano que vem, e o meu pequeno vai estar com 1 ano e 6 meses, bem próximo da idade que vc foi com a sua filha.Vc já foi em abril ? Gostou ?

    Adorei !!! Agradeço as dicas !!!

    Tudo de bom pra vcs !!!
    Gi.

    1. Oi Giovanna.. Abril é uma época excelente.. como já moro aqui em Orlando a 1 ano e meio, tenho a experiência de relatar todos os meses.. Só evite vir no início de abril.. pois algumas escolar e faculdades ainda estão no periodo de Spring break e os parques e hoteis estão cheios e tudo fica mais caro.. opte pela segunda quinzena de Abril. Abçs

Os comentários estão desativados.